Revista Graphprint - Edição 185

Revista Graphprint - Edição 185

GRAPHPRINT Mai/Jun 2018 7 Como funciona o conceito 4.0 dentro da Heidelberg? Allgoewer: Todos têm informações e alguns já vivem experiências ligadas ao conceito 4.0. Há casas totalmente automatizadas onde a tecnologia avisa o morador sobre a falta de determinado produto ou ativa o botão do ar-condicionado antes dele chegar em casa. Mas o 4.0, no mundo da Heidelberg, é outra coisa. Significa que as nossas maquinas estão sendo preparadas para devolverem muita informação sobre o estado do próprio equipamento e sobre a uti- lização dos consumíveis. Nossos softwares se conectam com todas as etapas de produção, por isso, a Heidelberg tem um produto cha- mado Prinect que está pronto para interagir e integrar processos do workflow ao acabamento até a logística. Ainda neste conceito, temos ferramentas capazes de integrar impressão, faturamento e fi- nanceiro via e-commerce. Há módulos, como o business manager, preparados para calcular o preço. As novas máquinas atuam em conjunto com as informações gera- das, integrando cada vez mais análises e resultados. Nossos equipa- mentos estão preparados para entregar nível máximo de excelência a partir de relatórios completos que informam os insumos usados por exemplo. Os equipamentos da Heidelberg conseguem levantar a informação e apontar aos gestores o nível de estoque de consumíveis de acordo com a produção. Indicam ainda o melhor preço de determinado insumo acompanhando de perto a manutenção preventiva. Definitivamente, a indústria 4.0 ajuda o operador e o empresário a entender o mercado, além de entregar uma visão positiva dos pró- ximos caminhos a serem seguidos. Chega de olhar para trás e discu- tir sobre quantas horas a máquina trabalhou. Precisamos olhar para a frente e ajudar o processo que vai acontecer. Essa é a indústria 4.0 na empresa de impressão. A ideia do conceito 4.0 é trazer informações pontuais, funda- mentadas na produção. Por sua vez, o gráfico vai ficar livre pa- ra vender e oferecer novos produtos ao seu cliente? Allgoewer: Há projetos pilotos, que chamamos de modelo de Substituição, sendo consolidados na Alemanha, Áustria e Japão. Funciona da seguinte forma: a partir dessa integração, oferecemos “O 4.0, no mundo da Heidelberg significa que as nossas maquinas estão sendo preparadas para devolverem muita informação sobre o estado do próprio equipamento e sobre a utilização dos consumíveis.” “As novas máquinas atuam em conjunto com as informações geradas, integrando cada vez mais análises e resultados. Nossos equipamentos estão preparados para entregar nível máximo de excelência a partir de relatórios completos que informam os insumos usados por exemplo.” um modelo novo de negócio onde o dono da empresa não tem a preocupação com máquinas e consumíveis. As respostas integradas, que são absorvidas pelas nossas ferramentas, organizam tudo e o cliente passa a pagar por folha impressa a partir de um preço já determinado calculado por meio do volume de produção. O que propomos com isso? Que o impressor concentre sua empre-

RkJQdWJsaXNoZXIy MTY1MzM=