EFI

Como manter seu negócio gráfico relevante em 2021 e além

04/03/2021 - 10:03

Por Erik Adami, Head Comercial da Printi

No último dia 7 de fevereiro foi comemorado o Dia do Gráfico, um profissional que teve sua área de atuação fortemente impactada pela pandemia de Covid-19 em 2020 e que, agora, tenta navegar um cenário cheio de incertezas para se recuperar do prejuízo. Apenas no Brasil, mais de 17 mil gráficas – muitas delas micro ou pequenas empresas – lutaram para sobreviver e continuar garantindo serviços e produtos de qualidade aos seus clientes, adaptando-se conforme necessário para ter sucesso nessa empreitada. 

Diversas tendências e lições que surgiram ao longo do ano passado vieram para ficar, por isso, trago aqui alguns pontos importantes para as gráficas que quiserem prosperar neste e nos próximos anos:

Experiência do cliente final e diversidade na sua oferta

Já faz um tempo que a experiência dos consumidores no pós-compra, aquela em que desembalar a compra é tão satisfatória quanto o produto em si, influencia a capacidade de retenção do cliente de uma marca e as chances dele recomendar a marca para outras pessoas. A Accenture, empresa de consultoria em tecnologia e gestão, ouviu 20 mil consumidores e 47%* afirmaram que ficaram frustrados com uma experiência de compra recente e evitariam comprar da marca no futuro, enquanto a mesma porcentagem disse que estaria disposta a pagar mais por uma experiência que superasse sua expectativa. Nesta hora, disponibilizar modelos diferenciados de embalagem, adesivos, brindes e outros produtos que tornem a experiência de unboxing mais especial é uma estratégia extremamente benéfica para o cliente, que vai vender mais, e para a gráfica, que notará um aumento de demanda por esses itens.

Atendimento ao consumidor não pode ser deixado de lado

Dedique seu tempo e esforço para atender bem o seu cliente

O comportamento digital-first vai se intensificar cada vez mais com os clientes desenvolvendo novos hábitos de consumo. Conforme o engajamento digital cresce, aumenta também a necessidade de empresas estarem disponíveis para seu público final em diferentes canais, como redes sociais, dispositivos móveis, online e outros. Dados do relatório “State of Connected Customer” da Salesforce mostram que 81% dos brasileiros esperam mais das capacidades digitais das empresas após a pandemia, e 92% dos respondentes dizem que a experiência oferecida pela marca é tão importante quanto os produtos e serviços.

Procurar novas oportunidades para crescer

Como falei anteriormente, a chave para a sobrevivência em períodos de crise é a capacidade de adaptação. Mesmo com as dificuldades enfrentadas no ano passado, houve gráficas que conseguiram enxergar oportunidades. Um exemplo claro disso é o aumento nos pedidos de comida por delivery. Entre abril e junho de 2020, os gastos com os principais aplicativos de entrega de comida cresceram 94,6%**, quase o dobro na comparação com o começo de 2019. Logo, quanto mais comida é pedida, mais embalagens são necessárias. Entendeu onde eu quero chegar? É importante ficar atento às informações sobre outros setores para identificar possíveis oportunidades para seu negócio gráfico.

Existem muitos outros pontos a serem explorados e que não consegui abordar aqui, mas se tivesse que escolher os primeiros passos para manter seu negócio gráfico relevante neste e nos próximos anos, eles seriam considerar em sua estratégia as necessidades do público-alvo de seus clientes e diversificar o portfólio com base no aumento de demandas de outros mercados.

*Pesquisa da Accenture, empresa de consultoria de tecnologia, gestão e outsourcing.

**Pesquisa da Mobills, startup de gestão de finanças pessoais.

  Mais notícias

Gráfica Inteligente Agnelo Editora Anuncie aqui