Oki

Suzano investirá R$ 933,4 milhões no Espírito Santo

08/01/2020 - 15:01

A Suzano anunciou o investimento de R$ 933,4 milhões em três projetos no Espírito Santo. Estão previstas a construção de uma unidade de conversão de papel tissue (papel sanitário) no sul do estado, o retrofit de parte da unidade industrial localizada em Aracruz, além da expansão da base florestal no estado.

Os três projetos devem gerar aproximadamente 900 empregos ao longo da execução das obras e serão viabilizados a partir da utilização de créditos de ICMS acumulados pela empresa em função de suas atividades de caráter essencialmente exportador no estado. Com esses investimentos, a Suzano busca fortalecer o relacionamento com o Espírito Santo e ampliar sua contribuição para o desenvolvimento regional.

“Os investimentos representam o compromisso da Suzano com o estado do Espírito Santo e contribuem, igualmente, para tornar mais competitiva a operação da empresa no estado capixaba”, destaca Pablo Machado, diretor executivo de Relações e Gestão Legal da Suzano.

A unidade de conversão de papel demandará investimentos de R$ 130 milhões. O empreendimento vai gerar cerca de 300 empregos diretos e indiretos durante a obra e 200 empregos diretos e indiretos na operação, além de fomentar a cadeia de fornecedores de suprimentos e insumo. O início da produção deve ocorrer no quarto trimestre de 2020.

A fábrica terá capacidade para converter 30 mil toneladas anuais de tissue em produtos acabados. Serão produzidos no local papéis higiênicos de folhas dupla e tripla das marcas Mimmo, que já é líder de mercado no Espírito Santo, e Max Pure. A matéria-prima que abastecerá a unidade será produzida pela própria Suzano na Unidade Mucuri, no sul da Bahia.

Entre as razões para a escolha da região do sul do estado está a facilidade de acesso à BR-101.

Com investimento previsto de R$ 272,4 milhões, as obras de retrofit na Unidade de Aracruz ampliarão a eficiência energética da fábrica, com mais competitividade e geração de mais energia limpa, cujo excedente será colocado nas redes de transmissão do sistema brasileiro.

Durante a execução do projeto, que terá duração de 24 meses, serão gerados aproximadamente 300 postos de trabalho. O investimento vai resultar em uma fábrica mais moderna, eficiente, competitiva e com menor impacto ambiental.

A Suzano também anunciou a expansão da base florestal no estado, que é estratégico para a empresa. O objetivo é reduzir o raio médio de distância entre os plantios florestais e a fábrica, o que resultará em benefícios ambientais a partir da redução da circulação de veículos transportando madeira por longas distâncias.

A empresa planeja investir R$ 531 milhões nesse projeto, por meio de aquisição ou arrendamento de áreas rurais, plantios, conduções e tratos culturais. A iniciativa deve gerar 300 empregos diretos e indiretos nos dois primeiros anos após a obtenção das licenças, além de estimular a cadeia de fornecedores da região e o recolhimento de impostos.

Os desembolsos anunciados nesta quinta-feira já estão inseridos no plano de investimentos de R$ 4,4 bilhões para 2020, divulgado pela Suzano na semana passada.

  Mais notícias

Gráfica Inteligente Agnelo Editora Anuncie aqui