Oki

Na Colômbia, Kodak participa de encontro com grandes veículos de comunicação

01/10/2018 - 15:10

Novamente, a Kodak participou da ATDL - Encontro Anual para os Diários Latino-americanos, evento realizado em Bogotá entre os dias 31 de agosto e 2 de setembro. É um encontro com os maiores e principais veículos de comunicação impressos da região para discutir tendências, desafios e novas tecnologias para o setor.

Nesta edição, temas como maior demanda por qualidade, redução de custos, e novos formatos de impressão estiveram em pauta. Abordando o tema sustentabilidade aliada à qualidade e produtividade, a Kodak teve participação ativa ao longo dos três dias de conferência, apresentando, sobretudo, os desenvolvimentos mais recentes e os benefícios de sua geração de chapas Sonora livres de processamento para o mercado editorial.

Os participantes puderam saber mais sobre as soluções Kodak Sonora no dia 1º de setembro, durante apresentação de Evandro Matteucci, diretor mundial de Desenvolvimento de Negócios e Produtos da Kodak.

Com o tema “Pesquisa e desenvolvimento das chapas de impressão Kodak”, Matteucci ressaltou que as chapas livres de processamento estão ganhando mercado devido ao seu apelo sustentável e à qualidade que oferecem, e que, em breve, não haverá mais espaço para o uso das tecnologias convencionais, que precisam de químicos, processamento e grande consumo de água para a revelação.

O executivo mostrou, ainda, os diferenciais da nova geração de chapas livres de processamento da Kodak para o segmento de jornais. “A Sonora X-N elimina qualquer barreira de uso e aplicação para gráficas editoriais, oferecendo um meio sustentável e verdadeiramente universal de obter qualidade e estabilidade de processos, com economia de custos, eliminação de químicos, do uso de água e processadora”, disse Matteucci.

Para ilustrar o que estava sendo afirmado, Matteucci apresentou números referentes aos testes realizados com a Sonora X-N.  “Ao todo, ao redor do mundo, 315 clientes testaram a nova chapa, que foi usada em 215 tipos diferentes de impressoras de 33 fornecedores, com aplicações reais de produção utilizando 50 variados tipos de tinta de impressão, e soluções de fonte de 56 diferentes fabricantes. Também foram testadas em CTP de diversos fornecedores e na produção de vários volumes distintos, até mesmo para grandes tiragens”, detalhou.

Entre os casos mais emblemáticos de empresas jornalísticas que estão utilizando a tecnologia de chapas Kodak livres de processamento em altas tiragens de produtos impressos estão exemplos como Estado de S. Paulo (Brasil), Digital First Media (EUA), Berkshire Hathaway Media Group (EUA), Southwest Offset (EUA), e a Organização Editorial Mexicana - OEM (México), este último, o maior caso de uso de chapas Kodak Sonora em escala mundial.

Há dez anos, a OEM havia realizado um investimento de proporção pioneira no mundo editorial: a aquisição de 70 equipamentos CTP para suas diferentes unidades de produção. Agora, em dezembro de 2017, assinou com a Kodak contrato de cinco anos de fornecimento e uso de chapas térmicas Kodak Sonora News – tornando-se o maior negócio realizado com chapas Sonora do mundo.

O Grupo OEM, com sede na Cidade do México, imprime jornais em todo o México, totalizando 60 títulos - o mais antigo,  com 91 anos, publicado em Chihuahua. Foi fundado em 1976 por Dom Mario Vázquez Raña. Hoje,  é administrado pela Paquita  Ramos de Vázquez Raña, e possui, em sua estrutura de negócios, 24 radiodifusoras, 43 sites na internet, um canal de televisão e telas de alta definição. Conta, ainda, com uma das principais empresas mexicanas de fabricação de papel cartonado e de papel para a indústria de corrugados.

Quando o assunto é sustentabilidade, a preocupação com o meio ambiente esteve presente na estratégia e nos negócios da OEM. O grupo possui uma empresa coletora e de reciclagem de papel, a Ecofibras Ponderosa. O papel corrugado que fabrica também é 100% produzido com material reciclado.

Há, ainda, a necessidade de se otimizar o tempo de produção, com mais economia, fatores estes que foram fundamentais para o investimento na tecnologia Kodak Sonora.

“Na impressão de jornais diários, um dos principais fatores que afetam o processo de produção são os prazos curtos de operação necessários para produzir esses jornais. Por isso, retirar uma etapa do processo permitiria um ganho de tempo para a impressão bastante considerável para as operações da OEM. A retirada da processadora para a revelação das chapas pressupunha uma redução de custos, como a compra de insumos, peças de reposição, energia elétrica e consumo de água. Um dos pontos de maior benefício é que deixaríamos de ter um ponto de falha muito importante no processo, reduzindo com isso a manutenção e conseguindo uma operação melhor das impressoras, resultando em uma impressão melhor”, disse Francisco Torres Vázquez, vice-presidente executivo da OEM.

Além da apresentação de Evandro Matteucci sobre os novos desenvolvimentos e tecnologias de chapas livres de processamento para o segmento de jornais, a  Kodak também marcou presença em uma mesa redonda que trouxe como tema as inovações para chapas de impressão através de processos contínuos de desenvolvimento tecnológico.

Na ocasião, Kleber Rodrigues, gerente de desenvolvimento de negócios da Kodak na América Latina, voltou a destacar as características e o sucesso das chapas livres de processamento em seus diferentes usos, principalmente, em gráficas de jornais, agregando benefícios como produtividade, estabilidade, controle de processos, suporte a variadas demandas e volumes de impressão, e a diferentes tecnologias de impressoras e tintas.

  Mais notícias

Gráfica Inteligente Agnelo Editora Anuncie aqui