Oki

Casa Fedrigoni abre suas portas durante a FLIP 2018 para transformar três toneladas de papel em arte

25/07/2018 - 11:07

A Casa Fedrigoni (www.casafedrigoni.com.br) estará de portas abertas durante a 16ª FLIP - Festa Literária Internacional de Paraty, de 25 a 29 de julho. O espaço é inteiramente dedicado ao universo do papel e à cultura gráfica - experiências, técnicas, linguagens, artes e design. Está localizada na Av. Otávio Gama (Beira Rio), 142, a menos de 100 metros da Tenda dos Autores, principal palco do evento.

Mais de três toneladas de papel serão transformadas em criatividade com a participação direta do público visitante, por meio de serigrafia, tipografia, gravura, caligrafia, corte e dobra, encadernação, engenharia de papel, colagem, estêncil, caricatura, pintura, desenho e outras linguagens.

Sob curadoria de Ric Peruchi e Estela Vilela, oficinas, minicursos e interações; debates e reflexões sobre a materialidade do livro e o mundo gráfico; exposições de livros de artista, capas e telas; performances e apresentações musicais compõem mais de 90 horas de programação. O acesso a todas as atividades é inteiramente gratuito.

A casa parceira oficial da FLIP é uma iniciativa da Fedrigoni, maior fabricante global de papéis especiais, em parceria com a ABER - Associação Brasileira de Encadernação e Restauro e o IED - Instituto Europeu de Design. 50 profissionais estão diretamente envolvidos na realização do projeto.

As tardes de quinta a sábado são dedicadas às experiências gráficas. Cada um poderá produzir seu próprio livro e levá-lo para casa. Os participantes terão a oportunidade de interagir com os criadores e experimentar algumas técnicas com papel e tinta em mãos.

Caligrafia, tipografia e colagem estão entre as possibilidades oferecidas livremente em um Itinerário Gráfico, que pode ser percorrido aleatoriamente. Se desejar, o visitante pode concluir o trajeto realizando a encadernação das obras produzidas aprendendo a técnica concertina australiana, que forma um volume sem o uso de cola, grampo ou costura.

O visitante poderá vivenciar a experiência de imprimir serigrafias, com a supervisão técnica de Ricardo Sutto, um dos mestres desse ofício. Cada dia haverá a matriz de uma obra diferente. Bueno, conhecido pelas séries Leitores e Pelé beijoqueiro, é um dos artistas convidados.

Onze criativos residentes são convidados da Casa Fedrigoni durante a FLIP para interações com o público e produção de trabalhos. O grupo reúne nomes de diferentes áreas, como o artista visual Carlos Matuck, o mestre tipógrafo Claudio Rocha e a equipe da Oficina Tipográfica São Paulo, o artista gráfico André Hellmeister, o pesquisador de imagens, fotógrafo e cineasta Marcelo Masagão, o artesão Luiz Masse, o ilustrador Junior Lopes, o calígrafo Frederico Dietzsch, o cenógrafo e galerista Miguel Paladino, o serígrafo Ricardo Sutto, a designer May Tanferri e o coletivo de encadernação Desdobras Raras, além de designers do IED.

A Fedrigoni cria uma versão temporária de seu espaço de show room, o Paper Point, que apresenta a vasta linha de papéis especiais e os projetos apoiados pela marca. Para quem quiser levar um souvenir da FLIP, a Casa traz uma lojinha com diversos itens. A VSP traz os papéis Fedrigoni e sua linha customizada. Entre os destaques, estão as encadernações Desdobras Raras, criações do Ateliê Luiz Masse, a linha exclusiva de camisetas da Pano da Sorte e os itens da Papelye, incluindo os cadernos assinados pelo designer Marcelo Lopes.

  Mais notícias

Gráfica Inteligente Agnelo Editora Anuncie aqui