EFI

Paper Express retoma pioneirismo

17/04/2008 - 00:04
Um 2008 extremamente agitado e repleto de novidades. É com esta face que Paper Express encara o mercado apoiada em novos equipamentos e numa estrutura física totalmente remodelada. A gráfica, fundada em 1988 vive a sua fase de maioridade levando ao mercado brasileiro um novo patamar de impressão digital colorida com a aquisição das máquinas Kodak NexPress M700 Digital Color Press e Kodak Nexpress 2100 Digital Producttion Color Press.

Menor tempo de execução e flexibilidade de produção são mais uma vez explorados pela Paper Express. Hoje, com o auxilio dos equipamentos da Kodak, é possível imprimir de 1 à 10 mil exemplares, agregando ainda mais qualidade nos meios tons, nas cores chapadas, nos registros e com redução do brilho. “É um momento especial e agradeço em nome de toda a equipe da Paper Express. Inauguramos as novas instalações é o grande mote é a apresentação de novas máquinas digitais que atuaram num mercado onde o Brasil está bastante avançado. O mercado digital crescerá ainda mais e teremos grandes vantagens com este tipo de impressão. Estamos orgulhosos em voltar a ser o que a Paper Express sempre foi: pioneira”, comemora Fábio Arruda Mortara diretor.

De acordo com Mauricio Carlini, digital solutions sales manager da Kodak, com a compra da NexPress M700 a Paper Express se posiciona como a primeira gráfica da América Latina a possuir o que há de mais moderno em tecnologia de impressão digital colorida no mundo e ao lado das melhores da indústria do setor da América do Norte e Europa que já possuem este equipamento.

Como complemento, a Paper Express adquiriu a Kodak Digimaster 9110 com RIP de última geração, para impressões em preto e branco e o scanner para fotos Kodak s1220 Photo Scanning System. Mortara destaca que os avanços da gráfica digital vêm de encontro às necessidades do mercado que continuamente precisam adequar o volume dos impressos as ações cada vez mais personalizadas e sofisticadas com tempos de execução sempre menores. O diretor chama atenção também para a importância da sinergia das tecnologias digital e off-set, já que esta última é fundamental para os grandes volumes. Aproximadamente, a gráfica investiu US$ 1 milhão entre equipamentos e estrutura fisica.

  Mais notícias

Gráfica Inteligente Agnelo Editora Anuncie aqui