Revista Graphprint - Edição 184

Revista Graphprint - Edição 184

GRAPHPRINT Mar/Abr 2018 7 Como a Abimaq enxerga o atual momento do setor gráfico? Há possibilidade de expansão do investimentos? A CSMEG/Abimaq enxerga o atual momento do setor gráfico co- mo extremamente desafiador, porém com uma grande oportuni- dade de crescimento e expansão para este e para os próximos anos. Desafiador porque a realidade tecnológica de hoje é um grande motor de transformação da indústria gráfica tradicional. Tome, por exemplo, o caso dos impressos promocionais, que por muitos anos foi um grande combustível da indústria gráfica, mas que nos últimos tempos perdeu parte de sua força por conta da ascensão das mídias e redes sociais. Outro exemplo são os impres- sos transacionais, que envolvem contas de luz, telefone, banco, e demais serviços de uso geral, sendo entregues com cada vez mais frequência diretamente aos usuários via apps e contas digitais. Esta é uma realidade que veio para ficar, e temos que nos adaptar a isso. Por outro lado, vemos um mar de oportunidades para as indústrias gráficas que saibam navegar neste novo mundo. Além das aplicações gráficas conhecidas nas áreas de embalagem, promoção em ponto de venda, editorial, sinalização e comunica- ção visual, que retomarão um bom ritmo de crescimento com a recuperação econômica do país, mesmo na confecção de impres- sos promocionais ainda há excelentes oportunidades, mas cada vez mais sob uma nova ótica, a da impressão sob demanda e feita di- retamente para o consumidor final, por meio de plataformas web- -to-print e e-commerce. Mas oportunidades existem também na utilização cada vez maior das tecnologias gráficas na confecção de produtos finais. Exemplo disso são as indústrias têxtil, cerâmica, couro e calçados, moveleira, ou seja, onde quer que se necessite imprimir algo, há oportunidade para o setor gráfico. Afinal, quem melhor do que o profissional gráfico para dar vida à imagem impressa, desde a sua concepção, até a escolha da melhor técnica de reprodução desta imagem sobre determinado substrato? E é justamente deste conhe- cimento e destas técnicas de impressão que as demais indústrias ca- recem, por isso vemos uma grande oportunidade para as indústrias gráficas que se dispuserem a desbravar novos horizontes. Ah, e isso tudo ainda sem falar em impressão 3D... Por parte da Abimaq há planos exclusivos para o segmento gráfico? Em linha com o que falei na pergunta anterior, o plano da Abimaq para o setor gráfico é auxiliar as empresas associadas nesta transição, apresentando novas tecnologias, inserindo-as dentro da nova reali- “A questão do financiamento é uma barreira no mercado brasileiro, porém não intransponível. Há uma grande expectativa de aumento real no estoque de crédito dos bancos públicos e privados para este ano, que crescerá na medida em que o cenário macroeconômico ficar mais claro.” “A CSMEG/Abimaq enxerga o atual momento do setor gráfico como extremamente desafiador, porém com uma grande oportunidade de crescimento e expansão para este e para os próximos anos. Desafiador porque a realidade tecnológica de hoje é um grande motor de transformação da indústria gráfica tradicional.”

RkJQdWJsaXNoZXIy MTY1MzM=