Kodak

Sistema de impressão flexográfica DuPont Cyrel DigiFlow é implantado em fabricante de biscoitos

21/01/2013 - 15:01

Com o objetivo de aumentar a eficácia no processo de impressão das embalagens dos biscoitos Marilan, uma das maiores empresas de biscoitos do Brasil, a DuPont e a StudioLaser desenvolveram um projeto especial para a adoção do sistema DuPont Cyrel DigiFlow na produção da embalagem do biscoito Pit Stop. 

Até então, a Marilan utilizava a rotogravura para imprimir as embalagens flexíveis dos snacks e biscoitos da marca. A migração para a flexografia ocorreu no segundo semestre de 2011 devido à necessidade de conferir mais velocidade ao processo de impressão, sem perdas na qualidade final. A empresa também demandava um sistema mais sustentável, permitindo a impressão de uma menor tiragem de embalagens. “É cada vez maior a exigência da indústria por tecnologias que reduzam o impacto no meio ambiente, sem prejuízos na qualidade do produto final. Por não demandar uma quantidade mínima de impressão, Cyrel DigiFlow figura como a solução mais eficaz por atender as atuais necessidades do mercado de flexografia”, afirma José Arnaldo, diretor geral da StudioLaser.

Rodrigo Yamaguchi, gerente técnico para a DuPont Packaging Graphics América Latina, reforça as vantagens do sistema da DuPont. “Testes comprovaram os benefícios de DuPont Cyrel DigiFlow, que atinge os padrões gráficos exigidos pela indústria. No caso específico da Marilan, o sistema superou as expectativas do cliente em termos de produtividade e qualidade na impressão final, agregando ainda mais valor aos produtos da marca sem produzir nenhum resíduo adicional ao processo de formação do ponto híbrido”, afirma.

De acordo com a Dupont, o DuPontTM Cyrel DigiFlow é a primeira tecnologia para impressão flexográfica que mantém a linearidade da imagem e a densidade da tinta, oferecendo maior poder de cobertura. O sistema demanda uma modificação relativamente simples e de baixo custo nas atuais linhas de unidades de exposição, que consiste na instalação de uma câmara que permite a criação de uma atmosfera controlada durante a exposição principal, formando pontos híbridos na chapa.

Na Marilan, o sistema foi adotado inicialmente para a impressão das embalagens da linha de biscoitos Pit Stop, disponível em 11 sabores. Desde março de 2012, a empresa estendeu o processo de impressão para outros produtos da companhia, como o biscoito Marilan de Maizena 400g e Leite 400g, as linhas Marilan Cream Cracker e Mini Doses.   “O novo sistema de impressão trouxe importantes ganhos para a empresa, como maior velocidade no processo de impressão e qualidade superior da imagem. São diferenciais que fortalecem a comunicação do nosso produto”, afirma Nivaldo Martins, gerente de Negócios da Marilan. O executivo também destaca que a nova tecnologia diminuiu os custos por metro de embalagem aplicada por demandar menor quantidade de tintas e adesivos.

  Mais notícias

Gráfica Inteligente Agnelo Editora Anuncie aqui